Sites Grátis no Comunidades.net
Brotherhood: Final Fantasy XV

Brotherhood: Final Fantasy XV

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Brotherhood: Final Fantasy XV
ブラザーフッド ファイナルファンタジーXV
Gênero Fantasia científica
 
Anime
Direção Soichi Masui
Produção Akio Ofuji
Roteiro Yuniko Ayana
Música Yasuhisa Inoue
Susumi Akizuki
Estúdio A-1 Pictures
Square Enix
Distribuição/
Licenciamento
Square Enix
Exibição original 30 de março de 2016 – 30 de setembro de 2016
Nº de episódios 6
 
Wikipe-tan face.svg Portal Animangá

Brotherhood: Final Fantasy XV (ブラザーフッド ファイナルファンタジーXV, Burazāfuddo: Fainaru Fantajī Fifutīn?) é umaweb série japonesa de anime dirigida por Soichi Masui, produzida por Akio Ofuji e escrita por Yasuhisa Inoue e Susumi Akizuki. É uma co-produção da Square Enix com a A-1 Pictures, baseada no mundo e personagens do jogo eletrônico Final Fantasy XV, o décimo quinto título principal da franquia Final Fantasy. Brotherhood se passa antes dos eventos do jogo, detalhando as histórias passadas do protagonista Noctis Lucis Caelum e suas pessoas próximas.

A série foi concebida por Ofuji baseada em seu desejo de expandir uma referência feita no jogo da infância difícil que o personagem Prompto Argentum teve. O lançamento de Brotherhood começou em 30 de março de 2016 e continuou até o lançamento de Final Fantasy XV em 30 de setembro. A histórica se foca nos temas de amizade e fraternidade, sendo projeta de modo a permitir que os espectadores tenham uma visão de dentro das vidas pessoais dos personagens que não ficaria bem encaixada no próprio jogo.

Ela foi exibida online gratuitamente através do YouTube e Crunchyroll entre março e setembro de 2016, também estando inclusa em diferentes edições de Final Fantasy XV junto com o filme Kingsglaive: Final Fantasy XV. A Edição Definitiva de Colecionador vem com um sexto episódio especial e exclusivo.

 

 

Sinopse

Brotherhood se passa em um mundo chamado Eos,[1] ocorrendo antes dos eventos de Final Fantasy XV. O Reino de Lucis, guardiã do último cristal mágico do mundo, está em guerra com o tecnologicamente avançado Império de Niflheim, com este último tendo dominado boa parte do mundo conhecido. Um tratado de paz entre as duas nações é concordado depois de anos de conflito. Como parte dos termos de paz, Noctis Lucis Caelum – único filho do rei Regis Lucis Caelum CXIII e príncipe herdeiro de Lucis – deve se casar com Lunafreya Nox Fleuret, ex-princesa da província de Tenebrae e uma refém de Niflheim. Noctis parte para se casar com Lunafreya junto com seus companheiros e amigos leais: Gladiolus Amicitia, Prompto Argentum e Ignis Scientia. No caminho o império acaba traindo Lucis, roubando o cristal, fazendo com que Noctis siga em uma jornada para retomar o trono e derrotar Niflheim.[2][3][4]

Personagens

Noctis Lucis Caelum (ノクティス・ルシス・チェラム, Nokutisu Rushisu Cheramu?)

Voz: Miyuki Satō (jovem), Tatsuhisa Suzuki (adulto)
O protagonista, ele é o príncipe herdeiro do Reino de Lucis, possuindo poderes que lhe foram conferidos depois de um incidente ocorrido durante sua infância.[5][6]

Gladiolus Amicitia (グラディオラス・アミシティア, Guradiorasu Amishitia?)

Voz: Kenta Miyake
Uma figura fraterna de Noctis e herdeiro de uma família nobre que tem protegido a realeza de Lucis por gerações.[5][6]

Ignis Scientia (イグニス・スキエンティア, Igunisu Sukientia?)

Voz: Mamoru Miyano
Um pródigo estrategista militar e amigo de infância de Noctis.[5]

Prompto Argentum (プロンプト・アージェンタム, Puronputo Ājentamu?)

Voz: Aki Kaneda (jovem), Tetsuya Kakihara (adulto)
Um amigo de Noctis oriundo de uma classe social mais baixa.[5][6]

Lunafreya Nox Fleuret (ルナフレーナ・ノックス・フルーレ, Runafurēna Nokkusu Furūre?)

Voz: Rina Kitagawa
Uma princesa de Tenebrae a amiga de infância de Noctis.[7]

Produção

Brotherhood: Final Fantasy XV faz parte do "Final Fantasy XV Universe", um projeto multimídia baseado no mundo e personagens do jogo eletrônico Final Fantasy XV que, além da série, também inclui o filme de animação Kingsglaive: Final Fantasy XV. A história de Final Fantasy XV, originalmente um spin-off da franquia Final Fantasy chamado Final Fantasy Versus XIII, era grande o bastante para cobrir vários jogos, porém a equipe de produção não queria criar títulos adicionais, decidindo assim desenvolver outras mídias.[8][9] Apesar de similar em estilo ao projeto Compilation of Final Fantasy VII, as mídias associadas com Final Fantasy XV estrearam antes do lançamento do jogo e não depois, agindo como uma introspecção no mundo e personagens.[10] O jogo, a série e o filme da mesma forma possuem uma conexão temática com a Fabula Nova Crystallis Final Fantasy, uma compilação de jogos e outros títulos que compartilham uma mitologia em comum enquanto têm mundos e histórias não relacionados. Mesmo tendo se distanciado da Fabula Nova Crystallis, o mundo de Final Fantasy XV ainda emprega a mitologia e outros elementos.[2][11][12][13] Brotherhood foi projetado para que as pessoas não precisassem assistir o anime para entenderem o jogo.[14]

A série foi co-produzida pela Square Enix e A-1 Pictures, com a equipe da primeira garantindo que a equipe da segunda se mantivesse fiel ao jogo. Brotherhood foi dirigido por Soichi Masui, escrito por Yuniko Ayana e com música composta por Yasuhisa Inoue e Susumi Akizuki.[15] A série surgiu a partir do produtor Akio Ofuji, que também é o produtor de marketing da franquia Final Fantasy. Seu personagem favorito era Prompto e o anime veio do desejo de expandir uma referência feita durante o jogo sobre a infância difícil do personagem.[8][16] O conceito foi proposto pela primeira vez em 2014, enquanto seu formato como uma série de anime foi decidido a partir de sugestões da equipe e o fato que Kingsglaive já estava em produção como um filme.[17] Os episódios foram produzidos bem rápido, tendo sido criados e lançados em intervalos de um mês.[15] Os criadores pegaram as reações e opiniões dos espectadores depois dos lançamentos e as levaram em conta na hora de criar os episódios seguintes.[18]

O anime se foca nos temas de fraternidade e amizade, incluindo cenas interpessoais que não poderiam ter sido colocadas em Final Fantasy XV.[10] Seu enredo detalha o passado de Noctis desde sua infância até o início do jogo, junto com histórias sobre seus companheiros. O primeiro e último episódios se conectam diretamente com os eventos de Platinum Demo: Final Fantasy XV, um demo gratuito mostrando a viagem do personagem através de um mundo de sonhos depois de sua experiência de quase morte.[8][19][20] A série também serve como introdução aos personagens para jogadores em potencial. Em jogos Final Fantasy anteriores, o grupo de jogador era construído gradualmente ao longo da história. O grupo completo estará disponível desde o início em Final Fantasy XV, e já que momentos passados não se encaixariam dentro do jogo,Brotherhood serve como meio similar de permitir que os jogadores simpatizem com os personagens.[21] Cada episódio também ajuda a detalhar as diferentes classes sociais dos personagens, como por exemplo a pequena casa dos pais trabalhadores de Prompto com a vida mais luxuosa de Gladiolus.[22]

Episódios

Brotherhood foi anunciado pela primeira vez em 30 de março de 2016 no "Uncovered: Final Fantasy XV", um evento especial dedicado ao jogo; o primeiro episódio foi disponibilizado no mesmo dia. Cada episódio foi lançado online gratuitamente no canal oficial do jogo no YouTube até o lançamento de Final Fantasy XV em 30 de setembro.[23][24] Eles também são exibidos via streaming pelo serviço Crunchyroll.[25] Cada episódio tem aproximadamente entre dez e quinze minutos de duração.[21][22] Este formato foi escolhido em vez dos tradicionais 23 minutos pois ele contaria as histórias desejadas sem entediar os espectadores.[22] Todos os episódios de Brotherhood foram incluídos na Edição Definitiva de Colecionador de Final Fantasy XV dentro de um disco Blu-ray.[24] A série foi colocada na "Final Fantasy XV Film Collection", uma caixa que também inclui o jogo e Kingsglaive.[26] Um sexto episódio exclusivo da Edição Definitiva de Colecionador é formado por cenas adicionais criadas para os fãs, focando-se na personagem de Lunafreya.[15][16] A exibição original tem apenas cinco episódios, porém Ofuji afirmou que mais episódios poderiam ser produzidos dependendo da recepção.[16]

Título Exibição
1 "Before the Storm" 30 de março de 2016[27]
Noctis parte em sua jornada para se encontrar com Lunafreya, porém recebe a notícia do ataque contra a capital de Lucis, precisando enfrentar soldados robóticos que formam as tropas de Niflheim. Ele também se lembra do ataque de um monstro que sofreu durante sua infância, incidente que matou sua mãe e lhe deixou muito ferido; ao final do episódio Noctis encontra o mostro novamente como um parte da força de ataque de Niflheim.[27] 
2 "Dogged Runner" 14 de junho de 2016[28]
Prompto quando criança cuida de um filhote de cachorro que encontrou na rua. Ele é inicialmente uma criança introvertida e obesa que frequenta a mesma escola de Noctis, porém seu encontro e cuidado de um dos animais de estimação de Lunafreya faz com que ela peça a ele para ser amigo do príncipe. Prompto passa a se exercitar e entrar em dieta, tendo emagrecido e ganhado confiança pela época em que ele e Noctis entram no ensino médio. O príncipe o reconhece de um encontro passado e os dois tornam-se amigos.[28] 
3 "Sword and Shield" 7 de julho de 2016[29]
Gladiolus é um dos protetores da família de Noctis. Inicialmente vendo o príncipe como frio e antissocial, sua opinião muda drasticamente quando Noctis ajuda sua irmã Iris a escapar de problemas assumindo toda a culpa por ter saído do palácio com ela. Os dois formam uma relação forte, que na época de Final Fantasy XV se desenvolveu em uma firme amizade.[29] 
4 "Bitterweet Memories" 17 de agosto de 2016[30]
Em uma parada durante sua viagem, Ignis compra ingredientes para tentar cozinhar um doce que Noctis tinha comido e gostado quando criança em Tenebrae. Ignis se lembra que fora encarregado de cuidar do príncipe pelo rei Regis, que já estava sentindo os efeitos colaterais de manter a muralha mágica ao redor de Lucis. O despreocupado Noctis ficou perturbado ao perceber o quanto seu pai enfraqueceu, discutindo com Ignis ao ser confrontado sobre seu futuro como rei. Os dois depois se reconciliaram com a ajuda de Gladiolus, com o príncipe eventualmente aceitando sua posição.[30] 
5  

TRAILER: